× Estatística 1 Estatística 2 Matemática Financeira Logística 1 Administração Financeira Logística 2

open

Logística 2 - Aula 7

Aula 07 - Centros de distribuição e movimentação física

Centros de distribuição e movimentação física

Bibliografia

Para o aluno:

  • GONÇALVES, Paulo. Administração de materiais. Elsevier Brasil, 2017.

Para o professor:

  • MICHAEL, Quayle. Purchasing And Supply Chain Management: Strategies And Realities. 2006.
  • GIANESI, IRINEU GN; CORRÊA, IGN; CAON, M. Planejamento, programação e controle da produção: MRPII/ERP conceitos, uso e implantação. São Paulo, Atlas, 1997.
  • BULGACOV, Sergio. Manual de gestão empresarial. Editora Atlas SA, 2006.
  • GONÇALVES, Paulo. Administração de materiais. Elsevier Brasil, 2017.

Introdução

Embora muitas vezes não seja desejável, os materiais são armazenados em depósitos e, em alguns casos, por curtos períodos. A área de armazenagem pode ser destinada à guarda de pequenos produtos, como medicamentos, em uma farmácia de um pequeno hospital, ocupando grandes espaços em centros de distribuição destinados ao fornecimento de materiais a diversos clientes. Na manufatura, os depósitos ou, como normalmente são denominados, almoxarifados têm por objetivo primordial o armazenamento das matérias-primas e de insumos, estoque de produtos em processos e o estoque de produtos acabados.

A administração dos depósitos, almoxarifados e centros de distribuição envolve, em uma visão mais generalista, a gestão do fluxo de entrada, movimentação interna e saída dos materiais. Assim, a administração da movimentação física e a gestão da armazenagem estão intimamente relacionadas.

A diferença entre almoxarifado e estoque

Almoxarifado nada mais é do que um lugar onde são guardados os produtos e ferramentas internos da empresa, ou seja, os produtos de limpeza, de escritório, serviços, etc.

E o estoque é o armazenamento de mercadorias, produtos que são utilizados para a venda de determinada empresa.

Exemplo: Numa loja de roupas, no estoque temos roupas que são destinados para a venda da loja e no almoxarifado, temos produtos de limpeza,boletas,canetas e entre outras coisas para realizar os serviços internos da loja.

Atividades dos gestores de materiais

Entre as atividades dos gestores da armazenagem e movimentação física dos materiais, podemos citar:

  • Recebimento dos materiais.
  • Identificação dos materiais.
  • Transporte e movimentação física dos materiais para as áreas de armazenagem.
  • Armazenamento dos materiais.
  • Controle de localização física dos materiais.
  • Fornecimento dos materiais.

Objetivando minimizar os custos operacionais, os almoxarifados deverão ser dimensionados para atender às necessidades das empresas quanto à guarda provisória dos materiais e ao arranjo físico de suas instalações adequado à finalidade de maximizar a produtividade e permitir um rápido fluxo dos materiais nos processos de recebimento, guarda e expedição.

Três fatores influenciam, consideravelmente, a redução dos custos e o aumento da produtividade dos almoxarifados:

  • Eficácia na utilização dos equipamentos de movimentação e transporte.
  • Utilização de pessoal qualificado e treinado para realizar as operações internas.
  • Maximização do uso do espaço cúbico disponível.

Para que esses fatores tenham um bom desempenho, é necessário agrupar outros fatores que exercem influência na eficácia do processo de armazenamento dos materiais:

  • Sistema de localização física dos materiais.
  • Embalagens de acondicionamento e de armazenagem dos materiais.
  • Forma de recebimento e expedição dos materiais.

Como afirmamos no início desta introdução, a armazenagem é utilizada para absorver o acúmulo de materiais que ocorre em face da defasagem existente entre a produção e o consumo. Essa armazenagem é necessária para:

  • Obter economias de transporte. Por exemplo, com a consolidação das cargas.
  • Reduzir custos na produção por permitir um fluxo constante no suprimento de materiais para a produção de bens e serviços, principalmente considerando o tempo existente entre a produção, o consumo e as flutuações do mercado.
  • Facilitar um pronto atendimento às exigências dos clientes.
  • Permitir a obtenção de descontos nas compras de grandes quantidades.

Lambert e Stock 1 classificam os armazéns em três grandes blocos, sob a ótica da oferta física dos materiais:

  • Armazéns destinados a apoiar as operações das manufaturas, destinados à guarda de matérias-primas e insumos adquiridos de vários fornecedores que abastecem a fábrica.
  • Armazéns compostos, que são aqueles que além de estocar as matérias-primas e insumos destinados à produção, também armazenam os produtos acabados destinados à distribuição aos clientes.
  • Armazéns de consolidação, que são destinados à consolidação para a expedição de produtos recebidos de vários fornecedores, cujas cargas são combinadas de acordo com as exigências dos clientes. Um exemplo é um grande atacadista que recebe produtos de vários fornecedores e, com base nas solicitações dos clientes, agrega diversos produtos de acordo com as exigências de cada um e promove a expedição da carga, então, consolidada a ser encaminhada ao cliente interessado

A estratégia da utilização de cada tipo de armazém vai depender dos objetivos pretendidos pela empresa. Por exemplo, um armazém misto que tanto estoca matérias-primas e insumos quanto produtos acabados é típico nas ma- nufaturas.

Um distribuidor provavelmente vai trabalhar com um armazém de consolidação e utiliza, em muitos casos, estratégias específicas para receber os produtos dos fornecedores e atender aos pedidos de seus clientes. Nesse tipo de armazém, é comum práticas como o cross-docking (a consolidação de cargas completas recebidas dos fornecedores que são redirecionadas para os clientes) e as atividades de picking (que envolvem as tarefas de atender a quantidades fracionadas de materiais requisitadas pelos clientes). Essas duas modalidades de atendimento são bastante estudadas nas estratégias logísticas de suprimentos.

Podemos concluir que a armazenagem exerce funções de atividades fundamentais:

  • Recebimento dos materiais, que inclui a recepção dos bens enviados ao armazém pelos fornecedores ou dos bens recebidos de outras entidades.
  • Esse recebimento pode também incluir o desembarque dos materiais em função das características dos contratos de fornecimento.
  • Movimentação física dos materiais, que envolve o manuseio dos materiais desde o recebimento até a área de armazenagem, a seleção dos itens nas áreas de armazenagem e sua consolidação para expedição.
  • Estocagem dos materiais, que trata das técnicas de armazenamento dos materiais propriamente dito.
  • Expedição dos materiais, que é a atividade destinada ao despacho dos materiais, de acordo com as especificações dos pedidos dos clientes.
  • Consolidação das cargas para a expedição.
  • Expedição dos materiais por meio da separação dos materiais de acordo com as especificações dos pedidos, carregamento e embarque dos veículos de transporte.
  • Administração geral envolvendo: pessoal, instalações, equipamentos de armazenagem e movimentação das cargas, manutenção predial e manutenção dos equipamentos etc.
  • Operação de um sistema de informação por meio do lançamento dos registros dos recebimentos e das expedições dos materiais.

Centro de distribuição Jovem Nerd

https://www.youtube.com/watch?v=GTtDOvtVges

Centro de distribuição da Natura

https://www.youtube.com/watch?v=6m7h_2-DsM8

sistema Kiva

https://www.youtube.com/watch?v=yvIdHIQHink

In [ ]: